quarta-feira, 24 de março de 2010

Modelo Atômico de Niels Bohr


A teoria orbital de Rutherford encontrou uma dificuldade teórica resolvida por Niels Bohr: 


No momento em que se tem uma carga elétrica negativa composta pelos elétrons girando ao redor de um núcleo de carga positiva, este movimento gera uma perda de energia devido a emissão de radiação constante. Num dado momento, os elétrons vão se aproximar do núcleo num movimento em espiral e cair sobre si.

Em 1911, Niels Bohr foi trabalhar com Ernest Rutherford em ManchesterInglaterra. Lá obteve os dados precisos do modelo atômico, que iriam lhe ajudar posteriormente.


Nos anos seguintes, Bohr continuou suas pesquisas sobre o modelo atômico de Rutherford e finalmente, em 1920, desenvolveu um modelo atômico que unificava a teoria atômica de Rutherford e a teoria da mecânica quântica de Max Planck.

Sua teoria consistia que ao girar em torno de um núcleo central, os elétrons deveriam girar em órbitas específicas com níveis energéticos bem definidos. Poderia haver a emissão ou absorção de pacotes discretos de energia chamados de quanta ao mudar de órbita.

Realizando estudos nos elementos químicos com mais de dois elétrons, concluiu que se tratava de uma organização bem definida em camadas. Descobriu ainda que as propriedades químicas dos elementos eram determinadas pela camada mais externa.


(Postado por Gabriel Carvalho Carneiro)

2 comentários:

  1. muito pouco... mas ajudou

    ResponderExcluir
  2. site shoow com conteúdo muito amplo, obrigado!

    ResponderExcluir